VII 22/04/18  
 
COTIDIANO
 
 
Publicado em 30/06/16 16:50:59 | Rafael Ferreira

 
  Taxistas paranaenses realizam maior carreata da história da capital  
  Carreata reuniu cerca de mil táxis de São José dos Pinhais, Curitiba e Região Metropolitana  
 
Fotos: Rafael Ferreira
 
 
 
     
 

Na manhã desta segunda feira (27), taxistas da cidade de São José dos Pinhais, Curitiba e Região Metropolitana realizaram a maior carreata já vista na história da capital. O objetivo central foi protestar contra os aplicativos irregulares e o transporte clandestino que tomou grande proporção durantes os últimos meses.

A carreata teve início no Aeroporto Afonso Pena, passando pela câmera de vereadores e prefeitura de São José dos Pinhais, onde simbolicamente os taxistas agradeceram o apoio recebido por 100% dos vereadores em lei aprovada que proíbe o transporte de passageiros por carros não regularizados ou autorizados pelo poder público. A mesma lei também foi sancionada pelo prefeito Luiz Carlos Setim.

Em seguida, os motoristas que somavam cerca de 1.000 táxis, seguiram para a câmera de vereadores de Curitiba, onde cobraram dos parlamentares do município um posicionamento referente ao transporte irregular. Por diversas vezes os oradores que realizavam discursos nos caminhões de som pediram aos vereadores que seguissem o exemplo de São José dos Pinhais e aprovassem lei que proíba transporte de passageiros realizado por carros sem a prévia autorização, concessão ou permissão do poder público municipal, situação a qual se enquadram os carros de aplicativos. 

Após a manifestação em frente a câmera, a carreata seguiu ordeiramente até a justiça federal, “casa” atual do juiz Sergio Moro. O motivo da passagem pelo local foi fazer um pedido informal à Moro em nome de todos os taxistas do Brasil, para que o mesmo investigue supostas corrupções entre aplicativos estrangeiros e possíveis políticos brasileiros, para que os mesmos façam vista grossa ou aprovem medidas que criem brechas para o funcionamento dos aplicativos. “Juiz Sergio Moro, agradecemos por tudo que tem feito pelo nosso Brasil, mas pedimos que a justiça também investigue se há privilegiados que recebem vantagens para barrar a legislação contra o transporte ilegal e aprovar decretos e leis que permitem que aplicativos estrangeiros explorem um serviço público sem ao menos pagar um centavo de impostos no território nacional”, disse Acemar Marques, vice-presidente do SINDITAXI de São José dos Pinhais. O pedido inicial dos taxistas ao Juiz é de que Moro marque uma audiência pública com os interessados no assunto.

O UBER

O UBER é um dos principais aplicativos que atuam no Brasil. A grande reclamação dos taxistas de todo o país é de que a empresa que opera o aplicativo é estrangeira e não paga nenhum tipo de imposto nacional, além de prestar um serviço que é explorado apenas com autorização ou concessão pública, como acontece na cidade de São José dos Pinhais, onde todos os permissionários de placa passaram por uma licitação, na qual lhes foi imposta uma série de exigências como certidões negativas de débitos, criminal, além de valor pecuniário pago por outorga para a prefeitura. Periodicamente todos os veículos da frota passam também por vistorias para se verificar vigência correta de seguro, situação física do carro, aferição de taxímetro, validade de alvará, entre outros.

Os motoristas de táxis afirmam se tratar de uma concorrência desleal de mercado. “Todos as empresas brasileiras ou internacionais são obrigadas a estarem enquadradas em uma modalidade tributária. A única empresa que eu conheço que não paga impostos no Brasil e não respeita qualquer tipo de regra é o UBER. Isso vai totalmente ao desencontro da lógica econômica nacional”, disse Roberto Guerra, secretário do SINDITAXI de São José dos Pinhais.

NOVAS MANIFESTAÇÕES

Os taxistas afirmaram que estão confiantes nos resultados que serão obtidos a partir do ato de hoje, mas garantem que se as não houverem avanços na proibição e fiscalização do serviço irregular, novas manifestações serão realizadas. “Nossa carreata foi muito organizada e sem qualquer incidente. Tenho certeza de que este ato foi um exemplo na democracia e serviu para mostrar a todos os governantes a nossa união e o nosso poder de mobilização. Se for necessário, estaremos aqui de novo”, afirmou Edson Neneve (Tijucano), presidente do SINDITAXI de São José dos Pinhais.

 
   
     
 

 
 
 
 
   
 
  Veja Também  
 
 
   
  Edições Impressas  
   
 
   
 
 
Art&Moda Cotidiano Economia Educação Entretenimento HumorCego Lazer Lex Column Tecnologia
Poderosa Teen Política Vida Social
Economia
Editorial
Malas Prontas
Mercado Imobiliário
OAB SJP
Política SJP
Tecnologia
Viver Saúde
       

Jornalcoracaodeestudante.com.br

2009-2015. Todos os direitos reservados. RFS Comunicações.
Página Inicial  |  Expediente  |  Anuncie no site JCE  |  Seja nosso Colaborador  |  Comunicar Erro  |  Fale com o JCE
 
Criação de Sites Curitiba| Construção de Sites Curitiba| Loja Virtual Curitiba| Ecommerce Curitiba| www.bk27.com.br
CARREATA NO CENTRO C_VICO 3.jpg